os hamburgueres mais estranhos do mundo

Os 10 Hambúrgueres Mais Estranhos do Mundo


O que você acha de comer um cheeseburger que vem enlatado ou um hambúrguer de donut?

Mais esquisito que isso possa parecer esses sanduíches incomuns são apenas alguns exemplos da variedade de hambúrgueres que são feitos com ingredientes pra lá de estranhos.

Não se trata de receitas de hambúrgueres diferentes criadas por chefs e sim criações estranhas e por que não dizer, bizarras, desenvolvidas não só por chefs criativos, mas por redes de restaurantes e fast food conhecidas.

Você vai se surpreender ao ver as opções de hambúrgueres que existem mundo afora.

Preparado para conhecer alguns dos hambúrgueres mais estranhos do mundo?

Continue lendo.

#1 – Hambúrguer de Abacate

Hambúrguer de Abacate

Surgiu em Londres, durante o verão, e trata-se de uma opção saudável ao hambúrguer tradicional.

#2 – Hamburguer do Alfabeto

Hamburguer Alfabeto

É uma criação de Nick Chipman, um blogger americano, que por gostar de desafios gastronômicos, criou este hambúrguer que possui muitas camadas de recheios exóticos como macarrão, waffle e doritos.

São tantas as opções de recheios quanto as letras do alfabeto. Daí o nome da iguaria.

#3 – Cheeseburger na Lata

cheeseburguer na lata

E o que dizer de um hambúrguer que vem em uma lata? A criação de uma empresa alemã buscava os consumidores campistas. Mas a recepção não foi boa. Quem provou não aprovou.

#4 – Jude’s Ice Cream Burger

Jude-Ice-Cream-Burger

Para comemorar o dia Nacional do Hambúrguer, uma gelataria inglesa criou esta opção bastante incomum, feita com manteiga de noz e sorvete.

#5 – Hambúrguer de Nutella

Hambúrguer de Nutella

Criação da McDonald’s italiana, este hambúrguer não tem carne e sim recheio de Nutella e se chama Sweety.

#6 – Hamburguer de Lasanha

Hambúrguer de Lasanha

Parece brincadeira, mas não é. O restaurante americano PYT criou hambúrgueres fora do padrão, entre eles essa iguaria feita com mozzarella e lasanha.

#7 – Hambúrguer de Espaguete

Hambúrguer de Espaguete

Outra criação do restaurante PYT. É feito com espaguete e queijo parmesão.

#8 – Double Donut Burger

double donut burguer

Duas fatias de carne cobertas com queijo, quatro tiras de bacon e molho barbecue. Esse é a criação da rede britânica Hungry Horse. Mas isso não é tudo.

Para completar este hambúrguer bastante diferente uma rosquinha caramelizada em cada extremidade do sanduíche e um palito de churrasco para que nada se desmanche.

#9 – Subwich

Hambúrguer Subwich

Na Índia, a rede Domino’s Pizza criou um hambúrguer bastante exótico. No lugar da carne, a iguaria é feita com uma pasta de três tipos diferentes de feijão, pimentão e relish picante.

Substituindo o pão, duas fatias de massa de pizza. Para finalizar: tudo assado no forno. Diferente, não?

#10 – Aka Burger

aka burger

No Japão, a Burger King inovou ao criar um hambúrguer com pão de cor vermelha. O vermelho do pão é devido ao tomate em pó usado na preparação da massa.

O recheio é feito com molho de pimenta misturado com missô vermelho, salada e uma fatia de queijo de cor vermelha, claro. O sanduíche pode ser de carne bovina ou de frango.

Há também uma versão com pão preto e o molho é misturado com tinta de lula. O queijo é tingido com carvão de bambu.

 

Os hambúrgueres mais caros do mundo

Os Hambúrgueres Mais Caros do Mundo

Parece inacreditável mas o pão com queijo e carne evoluiu com o passar dos anos, caiu no gosto do povo e conquistou o mundo.

Hoje possui versões simples e requintadas e é amado até pelos paladares mais exigentes.

Pois bem, essa deliciosa criação tem preços variáveis ao redor do mundo e chega a ser uma iguaria extremamente cara em alguns lugares.

Continue lendo e descubra o quão caro pode se tornar o sanduíche mais conhecido do planeta.

Os Muito Caros

The Grand Burger do McGuire’s Irish Pub

The Grand Burger - McGuire

Este sanduíche é feito com hambúrguer de filé mignon picado, acompanhado por caviar e uma garrafa de Champagne Möet et Chandon Imperial.

O preço da iguaria é US$ 100 e pode ser degustado no McGuire’s Irish Pub, que fica em Pensacola na Flórida.

Million Rupiah Burger

Million Rupiah Burger

Este sanduíche é servido no hotel Four Seasons de Jacarta. É feito com Foie Gras (um patê de fígado gordo de pato), cogumelos Portobello e pêras coreanas e custa US$ 108.

The DB Royale Double Truffle Burguer

The DB Royale Double Truffle Burguer

Este é feito com costelas desossadas refogadas em vinho tinto, foie gras, trufas pretas e uma mistura de vegetais e trufas pretas conservadas, com parmesão e sementes de papoula.

Foi criado em 2007 pelo famoso chef Daniel Boulud e é servido no DB Bistro Moderne tanto em Nova York quanto em Las Vegas. Custa US$ 132.

Richard Nouveau Burguer

The Richard Nouveau Burger

Este hambúrguer bem diferente é feito com flocos de ouro, trufas negras, foie gras grelhado e queijo Gruyère envelhecido.

Pode ser degustado no Wall Street Burguer Shoppe de Nova York e custa US$ 175.

The Burguer

The Burger

Bife de kobe (Bife Wagyu), presunto ibérico, cebola cristalizada, trufas brancas, folhas de canónigo, chalotas (bulbo com sabor entre o alho e a cebola) imersas em açafrão iraniano com trufas brancas polvilhadas, vinagre balsâmico Modena, sal himalaio rosa e vinho branco orgânico são os ingredientes exóticos desse hambúrguer que pode ser encontrado no One Burguer King em Londres ao preço de US$ 200.

Serendipity Burger

Serendipity Burger

Mais um hambúrguer que segue a linha de ingredientes exóticos, o Serendipity Buguer é servido no restaurante Serendipity 3 em Nova York pelo preço de US$ 295.

Tem como recheio bife de kobe infundido em manteiga de trufa branca com 10 ervas, com sal defumado do Oceano Pacífico, coberto com queijo cheddar inglês envelhecido por 18 meses feito pelo chefe James Montgomery, acompanhado de raspas de trufas e ovo de codorna frito.

Tudo isso recheando um pão especial com manteiga de trufas brancas, decorado com crème fraîche e caviar de esturjão-Kaluga.

Estravagantemente Caros

Veja a seguir os hambúrgueres extremamente caros. Além de ingrediente exóticos e caros esses hambúrgueres oferecem acompanhamentos diferenciados.

Douche Burger

Douche Burger

Esse hambúrguer é vendido em um quiosque de rua em Nova York e foi criação do dono do quiosque, Franz Aliquo, que considera não haver sentido pagar caro por um sanduíche com ingredientes incomuns que, segundo ele, não adiciona sabor especial ao hambúrguer.

O preço do Douche Burguer (Hamburguer do Arrogante) é US$ 666 devido ao fato de um hambúrguer tradicional custar em média US$ 6,66.

A receita tem como ingredientes bife de kobi coberto com foie gras, lagosta, queijo Gruyère derretido com champagne, trufas, caviar e um molho barbecue feito com grãos do café Kopi Luwak.

Kobe Beef and Maine Lobster Burger

Kobe beef and maine lobster burger

Este é feito com bife de kobe, lagosta fresca, cebolas caramelizadas, queijo brie importado, presunto de parma frito e vinagre balsâmico envelhecido por 100 anos.

Para acompanhar esta refeição, uma garrafa do espumante Dom Perignon. A iguaria é encontrada em Le Burguer Bresserie em Nevada e o preço é US$ 777.

Glamburger

Glamburger

Os ingredientes desse hambúrguer são: bife de kobe, lagosta, caviar, trufa, ovo de pato e veado. Mas o detalhe fica por conta da folha de ouro que envolve o pão.

O preço dessa joia: US$ 1.770. Pode ser encontrado no Honky Tonk em Londres.

FleurBurguer 5000

The Fleurburger 5000

O hambúrguer é feito com uma carne muito cara extraída da vaca da raça Wagyu. Esses animais recebem massagens, são escovados com saquê e escutam música clássica.

A carne é tratada a base de cerveja e uma mistura de grãos. O quilo da carne chega a custar US$ 1 mil. Além de ser feito com hambúrguer de Wagyu, contém foie gras, molho especial de trufas recheando um pão especial com trufas negras, acompanhado por uma porção de fitas.

Para beber, uma garrafa de Chateau Petrus 1990, um dos vinhos mais caros do mundo. Essa iguaria é servida no Fleur de Lys em Las Vegas ao preço de US$ 5.000.

 

E você? Aproveite para aprender a fazer hambúrguer e quem sabe um dia poderá vender seus hambúrgueres a um valor alto assim também 🙂

 

 

Dia do Hambúrguer

Dia do Hambúrguer

Você sabia que o hambúrguer tem um dia só para ele?

Pois é, o dia 28 de maio é comemorado o Dia do Hambúrguer, o símbolo do fast-food. Para comemorar a data muitas hamburguerias e lanchonetes promovem eventos especiais, com cardápios diferenciados para servi-lo.

Desde sua criação, a comida foi modificada e aprimorada até chegar aos nossos dias com uma grande variedade de opções.

Do simples pãozinho com carne, queijo e verduras, a iguaria chegou à sua versão gourmet, para atender aos paladares mais exigentes, colocando o hambúrguer em um patamar requintado.

História do Hambúrguer

Ao contrário do que muita gente pensa, os americanos não foram os criadores do hambúrguer. Eles adicionaram o pão ao hambúrguer quando este foi trazido por imigrantes alemães.

Os americanos ostentaram por muito tempo o título de terem sido os primeiros a juntar duas fatias de pão e recheá-las com carne. Mas esta receita já havia sido preparada muito antes.

Foram os americanos que tornaram o sanduíche conhecido mundialmente e os Estados Unidos o país onde é mais consumido.

Hoje a imagem do hambúrguer está relacionado ao estilo culinário deste país e transformou-se em um ícone da cozinha americana.

Na verdade a história do hambúrguer remonta o século XIII, tendo sido criado na Mongólia. Nessa época, os cavaleiros costumavam amaciar a carne colocando-a debaixo da sela do cavalo.

Os nômades da Ásia Central criaram uma maneira para preparar e temperar a carne com o intuito de conservá-la por mais tempo e com isso a comida começou a se popularizar.

A partir daí, os marinheiros da cidade de Hamburgo, Alemanha, aperfeiçoaram essa técnica passando a cozinhar a carne, consumida anteriormente crua. De Hamburgo o hambúrguer foi para a América.

O hambúrguer, da maneira que hoje conhecemos, pode ter sido preparado pela primeira vez entre o fim do século XIX e o começo do século XX.

No Brasil o Hambúrguer chegou por volta da década de 50.

A popularização da iguaria é fruto da modernidade da sociedade que passou por mudanças muito rapidamente, necessitando de menos tempo para fazer suas refeições.

Apesar de toda a polêmica nutricional que envolveu o hambúrguer ao longo do século XX, ele não deixou de marcar esta época e ter adquirido um certo simbolismo.

Com toda essa popularidade, o hambúrguer passou a ser frequente nas refeições das pessoas.

Mas o prato evoluiu ao longo dos anos e, com o desenvolvimento da gastronomia, muitas variedades foram criadas, inclusive versões requintadas utilizando carnes nobres, ingredientes exóticos, queijos especiais e molhos variados.

Isso tudo fez do hambúrguer não só um simples fast-food, mas também passasse a ser um prato mais sofisticado, desenvolvido e preparado por grandes chefs.

O hambúrguer vem se aprimorando cada vez mais para atender a um consumidor mais exigente, com paladar mais requintado, dando surgimento ao hambúrguer gourmet, abrindo espaço para este novo mercado que surgiu e já se consolidou.

A fama internacional deste prato representa um exemplo da globalização do consumo de alimento, tendo se espalhado por vários continentes e atingido diversas culturas devido à sua maneira simples de preparo.

Então é isso, dia 28 de maio vamos comemorar comendo muitos hambúrgueres  🙂